(artigo criado originalmente às 14h09)

Belenenses SAD informou os jogadores que vai entrar em regime de lay-off.

«Foi uma decisão unilateral do clube, comunicada aos jogadores no domingo à noite», disse ao Maisfutebol Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

Esta sexta-feira à tarde, a SAD liderada por Rui Pedro Soares comunicou oficialmente a decisão. «A exemplo do que aconteceu com muitas empresas em Portugal e clubes de futebol europeus, a Belenenses SAD entrou parcialmente em lay-off. A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia», pode ler-se.

É ainda explicado que a medida foi adotada em defesa dos trabalhadores. «Os apoios públicos para empresas e trabalhadores por causa da pandemia do coronavírus têm em vista a salvaguarda dos postos de trabalho e do tecido empresarial, e foram criados para serem usados. O lay-off permite que os trabalhadores da Belenenses SAD beneficiem desses apoios.»

A 27 de março, Rui Pedro Soares disse ser ainda prematuro antecipar o impacto económico causado pela pandemia do novo coronavírus e que, por isso, ainda não era a altura certa para equacionar cortes salariais. Ainda assumiu, assumiu que as tesourarias das sociedades desportivas teriam problemas a curto-prazo. «O futebol, tal como as outras atividades, vai ser penalizado por uma queda abruta da economia provocada por uma paragem. Não é uma queda lenta que resulta de uma recessão. (...) Estamos a analisar todas as soluções possíveis. É prematuro dizermos já o que vamos fazer», referiu.

Recorde-se que foi criado pelo Governo um regime de lay-off simplificado para as empresas fazerem face à crise causada pela covid-19.

Sara Marques