Declarações do treinador do Estoril, Bruno Pinheiro, na sala de imprensa do Municipal de Braga, após a derrota por 2-0 ante o Estoril, em jogo da 13.ª jornada da I Liga:

[Jogo diferente antes e depois da expulsão de Lucas Mineiro:] «Concordo… se estivermos a falar na parte do domínio do jogo. Agora, discordo, na medida em que a expulsão do Lucas é fruto do trabalho feito na primeira parte. A segunda parte é consequência do trabalho da primeira e acabou por dar o domínio. Tivemos alguma infelicidade, se tivéssemos feito um golinho acredito que o jogo entrasse numa dinâmica diferente, infelizmente não conseguimos.»

[Romário Baró:] «O Romário tem estado lesionado, nem sequer é convocado, não tem estado disponível. O Romário é um jogador com qualidade tremenda, mas chegou ao Estoril um bocadinho, diria, fragilizado mentalmente e fisicamente. Sofreu uma lesão em treino e hoje aparece em crescente. Tenho altas expectativas com o Romário esta época, um jogador que surpreendeu pela humildade e caráter como pessoa. Vir de um clube grande e chegar ao Estoril e esperar a sua vez para poder mostrar as suas qualidades... Felizmente, com a qualidade e capacidade de trabalho que tem, depois deste calvário, no meio desta lesão, aparece muito bem. Confesso que tenho uma expectativa muito alta em relação ao Romário.»

[Enervado no fim com a arca do gelo:] «São reações. Assim que acabou o jogo, passou ao lado. Temos de ser assim. É um jogo de emoções. Fiquei incomodado porque depois da expulsão houve pouco jogo. Não culpabilizo o Braga. Acho que às vezes falta um bocadinho de critério. Ou seja, tenho a certeza que se tivesse sido ao contrário, o Thiago teria visto amarelo no primeiro lance em que se atravessa a queimar tempo.»

«O objetivo mínimo é manutenção e isso consegue-se com o 15.º lugar, isso é o objetivo mínimo. Obviamente, não nos queremos restringir a objetivos mínimos. A partir daí, a nossa ambição é andar o mais acima possível, temos como filosofia que se jogarmos mais e melhor do que os adversários iremos ganhar mais vezes.»

Ricardo Jorge Castro / Estádio Municipal de Braga, Braga