Ivo Vieira, treinador do Famalicão, na sala de imprensa, após derrota por 1-0 frente ao Portimonense:

«Temos feito golos em todos os jogos desde que cheguei, a equipa tem tido bastante volume ofensivo. Hoje encontramos aqui um adversário que, no início, quis discutir o jogo, que vem num bom momento. É uma equipa forte e atlética e nós sabíamos que íamos encontrar essa dificuldade. Conseguimos controlar o jogo, mas devido à valia do adversário, conseguiram resolver os problemas que fomos criando. Temos de trabalhar mais e melhor e tomar mais decisões.

Na segunda parte precisávamos de ganhar mais largura, metemos jogadores com esse intuito e meter mais um ou dois jogadores na zona de finalização para que os cruzamentos saíssem do exterior e não de uma forma direta. Cometemos alguns erros nessa estratégia, principalmente na tomada de decisão, mas a culpa é minha.

[derrota cria instabilidade?] Estamos na mesma situação que outros tantos e quando cá cheguei estávamos pior. Hoje mesmo que tivéssemos outros resultado íamos continuar numa zona que não era confortável. Queremos que este resultado não possa afetar a equipa no futuro. Isto vai ser uma luta e temos de ganhar forças para que os jogadores voltem aquilo que é o habitual num passado recente.

[o que faltou à equipa?] Faltou fazer golos porque a equipa chegou lá muitas vezes. Se calhar cruzou pouco, se calhar chutou pouco, devíamos de chutar mais e eu gosto que o jogador seja atrevido. Tivemos muito volume ofensivo, mas a verdade é que não criámos grandes oportunidades de perigo. Faltou vincar mais o nosso jogo ofensivo».

Nuno Dantas / Estádio Municipal de Famalicão