Rúben Amorim, treinador do Sporting, analisa o empate no Clássico com o FC Porto, em Alvalade (2-2):

«Tirando alguns momentos da primeira parte, o Sporting foi sempre a melhor equipa. Tivemos momentos em que estava claro onde estava o espaço, mas não aproveitámos. Fomos uma equipa de leões. Os jogadores deram tudo. Se tivéssemos perdido estava aqui a dizer o mesmo. Estou muito orgulhoso, mas temos de ser lesões novamente na próxima semana. Perdemos dois pontos.»

[Sérgio Conceição disse que o Sporting devia estar contente com o empate, mas que ele não estava…] «Podemos dizer aquilo que entendermos. Ele entende dessa maneira. O melhor é olhar para o jogo, para o que o Sporting fez na segunda parte. Devemos olhar para o jogo e não para o que se diz à volta. Estou muito orgulhoso dos meus jogadores, o outro treinador não está tão contente. Senti o grupo desiludido no balneário.»

Nuno Travassos