Após o triunfo em Paços de Ferreira, o FC Porto aumentou para seis pontos a vantagem sobre o Benfica quando faltam jogar cinco jornadas. No entanto, Sérgio Conceição defendeu que ainda nada está decidido no que respeita à luta pelo título.

«Não podemos pensar muito no que são os outros. Se calhar acabámos por ter alguma ansiedade... hoje os jogadores têm facilmente acesso ao resultado do outro jogo. O foco total é no nosso trabalho. Se fizermos o nosso trabalho, dependemos só de nós e estamos mais perto de ganhar os nossos jogos. O que poderá ser a crise ou o que se passa nos outros clubes, não me diz respeito.» 

[FC Porto não ganha aqui há seis anos]:

«Ganhámos aqui para a Taça da Liga. É a pressão normal de estar num grande clube, de lutar por títulos e de perceber que a consistência é muito importante. Não sofrendo golos estamos mais perto de ganhar. Gostava de mais espetacularidade no jogo como contra o Boavista, mas hoje o adversário foi diferente e causou-nos diferentes problemas num campo difícil. É uma vitória extremamente importante, mais transpirada que inspirada. Os campeões fazem-se destes jogos difíceis. O importante foram os três pontos frente a um adversário com valia e qualidade.»

[Há dez jornadas FC Porto estava a sete pontos do Benfica]:

«Nesses momentos de dificuldade houve duas coisas que disse aos jogadores que estavam a ser muito criticados: fechar a boca e trabalhar. Trabalhámos com confiança e crença no nosso trabalho, acreditando que ainda faltava muito campeonato. E agora ainda falta algum campeonato por disputar. Conseguimos dar a volta e estamos numa situação privilegiada, mas nada está conseguido. Emocionalmente é importante a equipa perceber e acreditar no que faz e estar forte mentalmente. É tão importante como estar bem no plano físico e tático.»

Vítor Maia / Estádio Capital do Móvel, Paços de Ferreira