Um adversário equilibrado e organizado, que marca poucos golos, mas que também sofre poucos. É isso que o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, espera do duelo contra o Paços de Ferreira, esta segunda-feira, na 12.ª jornada da Liga, alertando para índices competitivos que não quer que baixem na equipa, após a vitória europeia na Suíça.

«Lembro-me de alguns jogos que fiz contra o Paços enquanto jogador e é sempre extremamente difícil. A motivação tem que ser diária, vestir esta camisola, entrar nesta casa, a pressão de ter que dar uma resposta de alto nível. Não sou o único treinador depois dos jogos europeus: é preciso alertar as tropas, para que os jogos não baixem algum parâmetro que eu não quero e não gosto, até porque isso é sinónimo de falta de personalidade. Pode não sair bem aqui ou acolá um momento técnico do próprio jogador, mas na atitude, vontade e ambição de ganhar tem estado presente. É fundamental, isso não tenho menor dúvida», afirmou Conceição, em conferência de imprensa.

Conceição foi ainda questionado sobre como seria estar do outro lado, para perceber como o treinador do Paços, Pepa, poderia orquestrar uma estratégia para vencer. «Já estive em equipas que lutavam pelos mesmos objetivos que o Paços, mas cada treinador tem a sua ideia, forma de pensar e estratégia, que depende dos plantéis à disposição e a forma e o momento de cada um dos jogadores, mas nem dá para entrar por aí. Espero é que tudo aquilo que ele possa fazer não seja demasiado bom para nos contrariar, sabendo que vamos encontrar uma equipa organizada e difícil», antecipou.

LEIA MAIS: todas as notícias do FC Porto

Pelo meio, surgiu ainda a questão do calendário intenso de dezembro. O FC Porto joga nos dias 2, 5, 8, 12, 16, 19 e 22. São sete jogos em 20 dias, com um intervalo de três a quatro entre cada um deles. Conceição respondeu incidindo na gestão necessária a maior prazo que só o jogo seguinte, mas diz que este é sempre o mais importante. «Podemos, com aquilo que estamos a planear para o segundo jogo, não ganhar o de amanhã e ganhar o próximo e não gosto disso. Pensamos exclusivamente no próximo jogo e o próximo jogo é o mais importante, é o de amanhã, com o Paços», referiu.

O FC Porto recebe o Paços de Ferreira às 20h45 desta segunda-feira. Siga o jogo, ao minuto, no Maisfutebol.

Ricardo Jorge Castro / Olival, Vila Nova de Gaia