O resultado de cada jogo pode discutir-se bem para lá dos 90 minutos do tempo regulamentar e o Sporting já tinha provado isso em Tondela, na 23.ª jornada, e voltou a repeti-lo na ronda seguinte, frente ao Moreirense.

Aos 90+2m, Gelson Martins garantiu o triunfo dos leões sobre o Moreirense, dando mais três pontos preciosos na luta pelo título, em véspera de Clássico com o FC Porto.

O Maisfutebol fez as contas à influência dos golos depois dos 90 nas contas do campeonato – e aqui, nota importante, entram apenas os golos apontados para lá do tempo regulamentar e que valeram pontos às respetivas equipas.

Esta foi a quarta vez que o Sporting ganhou pontos nos descontos. Antes deste jogo, os leões já haviam vencido no reduto do Feirense (2-3), na jornada 5, com um penálti convertido por Bas Dost aos 90+8, e empatado em Alvalade com o Sp. Braga (2-2), com um penálti convertido por Bruno Fernandes aos 90+5. Mais recente na memória está o tento de Coates em Tondela aos 90+9'.

Ao todo, foram sete pontos conquistados pela equipa de Alvalade. Porém, há que descontar nesta contabilidade os dois perdidos no Estádio do Bonfim: na jornada 19, um penálti de Edinho, aos 90+5, tirou o triunfo ao Sporting e valeu um empate ao Vitória de Setúbal.

Golo de Seferovic valeu mais dois pontos ao Benfica em Chaves, na jornada 2

Fazendo as contas, o Sporting tem um saldo positivo de cinco pontos nos descontos; mais dois do que o Benfica. Logo na jornada 2, os encarnados venceram em Chaves (0-1), com um golo de Seferovic aos 90+2; e na jornada 20 empataram em casa do Belenenses (1-1), com um livre convertido por Jonas, aos 90+7.

Equipas com mais pontos ganhos por golos depois dos 90 minutos:

Equipa Pontos ganhos Pontos perdidos  Saldo pontual
Sporting 7 2 +5
Desp. Chaves 4 0 +4
V. Setúbal 4 0 +4
Benfica 3 0 +3
Marítimo 4 2 +2

Ao contrário dos outros dois candidatos ao título, o FC Porto não conquistou pontos com golos depois da hora nesta Liga. Aliás, os dragões marcaram apenas um golo para lá dos 90, em Chaves (0-4), na jornada 22, por Sérgio Oliveira, mas quando o resultado já estava decidido. Antes dessas contas, um dado relevante: os maiores beneficiários em termos pontuais dos golos depois da hora não estão entre os grandes.

Desp. Chaves e V. Setúbal conquistaram quatro pontos cada com golos depois dos 90. Os sadinos conseguiram ganhar pontos em três jornadas diferentes: além do já referido empate com o Sporting, a equipa de José Couceiro foi a única a marcar dois golos depois dos 90 no mesmo jogo (Gonçalo Paciência e João Amaral, na vitória por 3-1 sobre o Marítimo, na jornada 10), e conseguiram ainda um empate depois da hora em Chaves (2-2, por Yohan Tavares, na jornada 20).

Fazendo a contabilidade total, enquanto os dragões têm apenas um golo marcado depois dos 90, mas que não valeu qualquer ponto, enquanto o Sporting marcou seis golos (quatro valeram pontos) e sofreu um (que também retirou pontos, e o Benfica marcou cinco (dois valeram pontos).

Sem esta eficiência dos rivais ao cair do pano, a equipa de Sérgio Conceição lideraria mais confortável a Liga, com oito pontos de avanço e não cinco. Por saber está que efeito terão estes golos nas contas finais da corrida pelo título.

Equipas com mais golos depois dos 90 minutos:

Equipas Golos que valeram pontos Total de golos depois dos 90
Sporting 4 6
Benfica 2 6
V. Setúbal 4 4
Desp. Chaves 3 3
Rio Ave 1 3
Sérgio Pires