Declarações do treinador do Feirense, Filipe Martins, na conferência de imprensa após o empate frente ao Santa Clara, a quatro bolas, em jogo da 33.ª jornada da Liga:

«Quem marca quatro golos, normalmente, é sinonimo de goleada. E, normalmente, quem sofre quatro golos, é sinónimo de goleada. Jogar dois jogos seguidos e marcar quatro golos e não levar a vitória começa-nos a cheirar quase a impossível. E se continuarmos a cometer os mesmos erros defensivos que cometemos nestes dois jogos é complicado. Mas, se calhar, o único remédio que temos é, para a semana, marcar cinco golos. O que é certo é que não temos conseguido manter a baliza a zero. Umas vezes por umas razões, outras vezes por outras, a verdade é que quando se sofre golos está-se sempre muito mais próximo de perder os jogos. Parece que estamos a fazer as coisas de pior forma para nós próprios. Não digo que isto esteja a acontecer de forma consciente. É também fruto da época e dos altos e baixos, mais baixos que altos nesta época, infelizmente. Mas não há que estar a lamentar muito. Acho que o empate é espelho que foi esta época do Feirense: muitos tiros nos pés, muitos lances onde se podia fazer um bocadinho melhor. Mas nem tudo foi mau. Dois jogos seguidos a marcar quatro golos é alguma coisa que também estamos a fazer bem e é nessas coisas que temos de trabalhar nesta última semana.»

Luísa Couto