Momento: Jovane reagiu ao castigo

O Sporting entrou bem melhor na segunda parte, mas ao fim dos primeiros quinze minutos, parecia estar a voltar a adormecer, quando, ao minuto 67, Jovane marcou o golo solitário que definiu o resultado final. Wendel desembaraçou-se de dois avançados e solicitou o avançado no coração da área, com um passe que parecia que o avançado não ia chegar, mas Jovane esticou-se todo nas costas de Rafael Ramos e com o pé esquerdo acabou por chegar à bola e atirou a contar. Uma excelente reação ao «castigo» decretado por Rúben Amorim depois do desentendimento com Acuña no final do jogo com o Moreirense.

Figura: Wendel tem de jogar

A criatividade de Wendel faz falta ao Sporting e isso ficou bem patente quando o brasileiro entrou em campo em Moreira de Cónegos. Desta vez jogou de início e acabou mesmo por ser determinante com a assistência para o golo solitário de Jovane. Numa altura em que os leões estavam com dificuldades em penetrar pela zona central, Wendel abriu um buraco, ao tirar dois adversários da frente antes de solicitar o avançado.

Outros destaques:

Acuña

Boa primeira parte do argentino que jogou no lado esquerdo do eixo defensivo, mas sem deixar de sair a jogar, como gosta, com rápidas combinações com o aprendiz Nuno Mendes, sobre o flanco. Já é conhecido o estilo raçudo do argentino que na segunda parte acabou por exagerar, numa entrada mais dura sobre um adversário que lhe valeu um amarelo que o acaba por afastar do clássico da próxima jornada com o FC Porto.

Nuno Mendes

Mais um bom jogo do médio que jogou encostado à linha. Esteve muito em jogo ao longo de toda a primeira parte, numa altura em que os leões só conseguiam ganhar profundidade sobre as alas, ganhando muitos metros, em combinações com Acuña e Jovane.

Doumbia

Primeiro jogo às ordens de Rúben Amorim. Sem medo de meter o pé, ganhou muitas bolas na primeira parte, foi muito combativo, mas em termos ofensivos não conseguiu acrescentar muito à equipa. Arriscou a expulsão numa entrada mais inadvertida.

Lincoln

Bom jogo do brasileiro no lado esquerdo do ataque do Santa Clara, a colocar muitos problemas a Ristovski, com transições rápidas nas costas do macedónio. Numa delas, bem no final da primeira parte, esteve muito perto de resultar em golo, com um cruzamento em arco, a que Thiago Santana não chegou, por centímetros, para um golo que parecia inevitável.

Fábio Cardoso

Imperial no centro da defesa. O Sporting sentiu muitas dificuldades para forçar a entrada pela zona central e sempre que o tentou fazer com jogo aéreo, principalmente nas bolas paradas, o central ganhou quase todas as bolas até ao golo de Jovane.

Ricardo Gouveia / Estádio de Alvalade