O Marítimo vai receber o FC Porto numa altura em que a última vitória foi conquistada há já um mês e em que, desde então, os insulares somaram dois empates e duas derrotas, uma delas culminando com a eliminação da Taça de Portugal frente ao Beira Mar.

Questionado pelos jornalistas sobre se este é um bom momento para receber os dragões, o técnico Nuno Manta afirmou: «Qualquer altura é boa para se defrontar um adversário como o FC Porto. Estamos motivados, estivemos a preparar-nos para o jogo e esperamos dar uma boa resposta amanhã. É esse o nosso objetivo, é esse o nosso foco.»

«Queremos continuar a somar pontos na Liga e de preferência conquistar os três pontos amanhã, sabendo que o adversário nos vai colocar muitas dificuldades», frisou o treinador, fazendo depois a análise do FC Porto

«Tem muitos valores individuais e coletivamente, um treinador com muita competência, uma equipa técnica que também conhece muito bem o nosso campeonato, que conhece o Marítimo. Nós temos de conhecer também o FC Porto, saber os pontos menos bons que podemos explorar, para conseguirmos ficar com pontos aqui na Madeira», apontou, dizendo mais tarde: «Vamos trabalhar para conseguirmos ficar com a vitória.»

E o que pode fazer a formação insular para conseguir o seu objetivo? «Mostrando as nossas armas, a nossa atitude dentro de campo, com muita organização nossa, sendo solidários e competentes durante os 90 minutos», respondeu Nuno Manta.

«O Marítimo estudou o FC Porto, preparou-se para as várias estratégias, vamos fazer o nosso jogo, acreditar no que conseguimos fazer, e mostrá-lo amanhã», apontou ainda, recusando que este encontro possa ser o ponto de viragem no momento da equipa.

«É um jogo que nos pode ajudar, mas não acredito em pontos de viragem. Acredito no próximo jogo e no que podemos fazer», disse, recusando pressão acrescida. «Nesta profissão há sempre pressão, temos de estar preparados para isso.»