FIGURA: Pasinato

Motivou alguns sustos ao Moreirense, com saídas arriscadas, mas a perfeição é muitas vezes utopia. Mais ainda quando o aval atacante adversário é maior. Foi decisivo para manter a vantagem do Moreirense, já após ter mantido o nulo por várias ocasiões na primeira parte. Neste período, sobressaiu com quatro defesas de destaque, duas delas de nível de exigência alto. Uma, aos 20 minutos, negou o golo a Heriberto na melhor jogada da primeira parte. Nas outras, levou a melhor por três vezes a Sauer, o homem que mais assumiu as tentativas axadrezadas nesta fase do jogo. Já com o golo de Filipe Soares na conta, evitou o 1-1 num cabeceamento de Carraça e, com algum instinto à mistura, teve intervenção na recarga negada a Yusupha após o penálti de Carraça na compensação.

MOMENTO: duas vezes no poste a salvar o Moreirense do amargo final (90+2m)

O Moreirense esteve perto de ver a vitória fugir no Bessa, mas o Boavista não materializou a soberana ocasião do jogo em golo. No segundo de cinco minutos de compensação, o braço de Sori Mané cortou um remate de Carraça: o mesmo encarregou-se de assumir o penálti, rematou ao poste e, na recarga, Yusupha viu o poste e também Pasinato negarem o 1-1.

OUTROS DESTAQUES

Sauer: foi uma seta apontada à baliza do Moreirense, sobretudo na primeira parte. Enquadrou o remate por três vezes com a baliza, já após ter avisado Pasinato com um livre a beijar as malhas laterais, ao minuto nove. Na segunda parte, ficou perto do empate, com um remate ao poste (59m).

João Aurélio: foi um dos melhores em campo. O notório ascendente no relvado em apoio ao ataque deu mais ímpeto ofensivo ao Moreirense em vários lances.

Filipe Soares: foi sóbrio na condução de jogo do Moreirense a meio-campo e acaba como elemento decisivo no resultado final, com o golo apontado aos 48 minutos. Não desistiu do lance, esticou-se para tocar na bola e beneficiou do ressalto em Ricardo Costa para bater Helton Leite.

Heriberto: irrequieto, desequilibrou no ataque do Boavista, mas foi também perdulário nos lances mais concretos da equipa.

Ricardo Jorge Castro / Estádio do Bessa, Porto