FIGURA: Daniel Guimarães

Se o jogo terminou empatado a 1-1 muito se deve ao guarda-redes do Nacional. Daniel Guimarães sofreu um golo, mas negou pelo menos mais três com defesas de inegável classe. A última, a desvio de cabeça de Dor Jan, já perto do final da partida, merece ser revista desde vários ângulos. O jogo só viu dois golos validados, mas as grandes defesas também são momentos de espetáculo. O brasileiro foi ainda responsável da resolução de alguns problemas criados pelos colegas da defesa com decisões rápidas e seguras. 

Momento: minuto 83, golo anulado por… três centímetros

O jogo estava algo partido quando Azouni disparou um ‘míssil’ do meio da rua, aos 79 minutos, mas o lance foi anulado após alerta do vídeo-árbitro, por fora-de-jogo de Riascos, no início da jogada. As linhas, dadas a conhecer aos 83, indicaram três centímetros de adiantamento… 

OUTROS DESTAQUES

Riascos - O avançado colombiano não teve tanta bola como gostaria, mas numa das poucas oportunidades em que a teve em condições, não desaproveitou. Assinou o 1-1 (terceiro golo da conta pessoal na presente edição da I Liga) num lance em que mostrou o porquê da redobrada atenção que lhe foi dada pela defesa pacense ao longo do jogo.  

Azouni - Entrou ao intervalo para trazer mais ligação e intensidade ao meio campo dos madeirenses. Missão cumprida. Pena o golão que marcou ter sido anulado por causa de três centímetros de um colega apanhado em fora de jogo.

Eustáquio - O médio defensivo luso-canadiano cobriu o meio-campo todo e foi decisivo com o golo que valeu o empate aos castores. Sempre bem posicionado para recuperar a posse, sem grandes faltas e lesto a distribuir, na direção do ataque. 

Dor Jan - O médio israelita entrou muito bem no jogo, trazendo maior apoio ao ataque pacense. Assistiu para o golo de Eustáquio (1-1) e obrigou Daniel Guimarães a fazer a defesa da tarde. 

Raul Caires / Estádio da Madeira, Funchal