Pepa, treinador do Paços de Ferreira, em declarações na sala de imprensa do estádio Capital do Móvel, após a derrota por 1-0 frente ao FC Porto, em jogo da 29.ª jornada da Liga:

«Essas palavras vindas do Sérgio... concordo. A justiça vale o que vale, andámos aqui há tantos anos. Reconhecer isso é de salutar. Fizemos um grande jogo. Sabemos que não levámos pontos, mas se tivéssemos ganho o jogo, sabíamos o porquê. A equipa está bem e confiante. Encostou o FC Porto atrás. Fico cego quando perco, mas não posso ficar só ligado a essas visões ou a essas análises. Tenho de analisar o jogo todo e dar os parabéns à equipa do Paços, às oportunidades que criou e ao que fez. Não ganhámos hoje, mas a equipa está bem. Agora vamos recuperar rápido e bem e preparar o jogo de sábado. 

Acima de tudo, tivemos alguma dificuldade no jogo direto. Não alterámos a nossa forma de jogar. Seria menos complicado colocar linha a cinco, mas não abdicámos da nossa ideia por um jogo. O jogo direto no Soares cria sempre algum perigo, mas temos de valorizar a forma como condicionámos o jogo interior e exterior do FC Porto. Fomos fantásticos na segunda parte, mas faltou-nos o golo.»

[Sobre a saída do Bruno Lage, o tema que está na ordem do dia]:

«Não me cabe a mim falar... Critico quando se fala tanto de outras coisas. Não vou comentar algo que não me diz respeito. Há muita competência e no futebol rapidamente nos esquecemos disso. É um grande treinador, mas não me fica bem falar sobre isso.
 

Vítor Maia / Estádio Capital do Móvel, Paços de Ferreira