FIGURA: Adán

O espanhol efetuou defesas daquelas que se diz que 'valem títulos', principalmente na segunda metade. Depois do descanso, começou por evitar, com a mão direita, que Pedro Henrique finalizasse com êxito quando surgiu isolado (53m) e terminou com nova intervenção decisiva, ao impedir que Mansilla marcasse (84m). Sempre atento, como numa saída da baliza ainda na primeira parte em que se antecipou a Licá. Transmitiu sempre muita segurança.

MOMENTO: Adán segura os três pontos (84m)

O jogo caminhava para o final, o Farense pressionava cada vez mais a baliza leonina e Mansilla, com espaço na esquerda, atirou uma bomba para Adán desviar por instinto para canto, impedindo o empate. Como restavam poucos minutos para o final, acaba por ser um momento crucial no desfecho, complementado já com anteriores intervenções decisivas.

Farense-Sporting: toda a reportagem do jogo

OUTROS DESTAQUES

Beto: rivalizou com Adán pela distinção de melhor em campo. O internacional português mostrou que ainda tem plenas as faculdades que fizeram dele um dos melhores no posto nos últimos anos e na retina ficam as intervenções a negar o golo a Coates e, depois do intervalo, quando teve reflexos para ir buscar um remate de Paulinho, que levava a direção certa.

João Mário: encostado mais à esquerda, com uma exibição contínua sempre em alta, teve nos pés as melhores oportunidades da sua equipa, antes do golo. Numa delas rematou à malha lateral. Experiente, tentou encontrar espaço quando ele não havia, para soltar logo a sua equipa para o ataque.

Pedro Gonçalves: decisivo com o potente remate que deu o triunfo ao Sporting, aos 36 minutos, Pedro Gonçalves isolou-se no topo dos melhores marcadores, com 17 golos.

Ryan Gauld: mais um jogo muito bem conseguido por parte do escocês. Agora, contra a equipa que o trouxe para o futebol português, foi um perigo à solta, colocando bolas teleguiadas que encontravam espaço para a entrada dos companheiros.  

Jorge Anjinho / Estádio de São Luís, Faro