António Folha, treinador do Portimonense, em declarações na sala de imprensa do Estádio Municipal de Portimão, após o nulo frente ao Belenenses, no jogo que abriu a Liga 2019/20:

«O guarda-redes do Belenenses foi o melhor em campo e isso, só por si, ditou o resultado final. Fomos competentes, fizemos muita coisa boa, tivemos muitas oportunidades. Umas vezes, a perspicácia tem de ser melhor no último terço, simplificar o processo porque não há muito tempo para pensar, e noutras vezes porque o guarda-redes se apresentou a grande nível. É um ponto na nossa caminhada que será longa. Podiam ter sido três, não foram, mas vamos continuar a trabalhar porque houve muita coisa positiva no jogo. Estamos no início de época. No dia a dia, vamos tentar melhorar esses comportamentos. No último terço temos de pensar mais rápido, porque são segundos para finalizar. Também é uma questão de treino. Vamos ter de treinar todos os dias para melhorar todos os aspetos que queremos para o nosso jogo.»

«Os jogadores foram incansáveis, pressionaram o adversário de forma fantástica, não deixaram jogar na maior parte do tempo. Estão de parabéns pelo jogo que fizeram, não pelo resultado, porque queríamos os três pontos, mas contentes com todos. Uma das coisas positivas do jogo foi que a equipa não consentiu oportunidades nenhumas ao adversário, tirando uma na parte final. Ao longo dos 90 minutos, defensivamente, a equipa esteve sempre bem, a tapar espaços e a saber quando devia pressionar alto para condicionar o adversário. Cada semana que vai passando, as coisas ficam melhores. Há que realçar os dois jogos que já fizemos sem sofrer golos, mas é um trabalho coletivo, que começa nos avançados.»

Jorge Anjinho / Estádio Municipal de Portimão, Portimão