Nas contas ao favoritismo para o dérbi desta sexta-feira, o Sporting começa em baixa, em primeiro lugar porque joga na casa do adversário, depois porque perdeu dois habituais titulares, João Palhinha e Sebastian Coates. Talvez por isso, as casas de apostas pagam o dobro por uma eventual vitória dos leões e, nesse contexto, Ruben Amorim não tem dúvidas, apostava tudo na sua equipa.

«É o jogo mais difícil da temporada porque é o próximo. Sobre as casas de apostas, a nossa equipa sente-se muito confortável com isso. Tivemos uma fase de maiores elogios e acho que a equipa funciona melhor ao contrário. Ter o adversário como favorito é bom. Se fosse apostar, apostava no Sporting, e quanto mais dinheiro, melhor. Estamos num bom momento, não somos favoritos mas esta equipa gosta disto assim», comentou.

Ruben Amorim já foi jogador de Jorge Jesus e conhece os métodos de trabalho do treinador do Benfica, mas nesse aspeto, o treinador dos leões não vê grandes vantagens. «Nada, trabalhei com ele, mas o tempo passou. De certeza que ele adaptou as ideias, conheço a forma de trabalhar, mas não mais do que isso. Os jogadores mudando, mudam as características da equipa, por isso não vale de muito o tempo que trabalhei com ele no Belenenses e no Benfica», comentou ainda.

Ricardo Gouveia / Estádio de Alvalade