O balanço ainda não é final, pois a operação só fica concluída com o regresso dos adeptos leoninos a Alvalade, mas para já a operação de segurança que envolveu o dérbi entre Benfica e Sporting é classificada como «um sucesso operacional».

A Polícia de Segurança Pública informou que tudo decorreu sem incidentes relevantes, pese embora as duas detenções efetuadas: um adepto sportinguista por posse de material proibido (um pote de fumo), e um adepto benfiquista por injúrias a um agente da autoridade, conforme explicou à agência Lusa o Comissário Rui Costa.

Entretanto, a PSP anunciou também a detenção de mais sete adeptos encarnados junto ao Colégio Militar, por tentativa de roubo e agressão a um adepto do Sporting.

«Foram detidos sete adeptos do Benfica na zona do Colégio Militar, que agrediram e tentaram roubar um adepto do Sporting», disse fonte da PSP à agência Lusa.

Relativamente à tentativa de entrada na garagem do estádio, por parte de um grupo de 20 a 30 adeptos do Benfica, a situação foi imediatamente controlada pelo «spotters», apoiados pelos elementos da segurança privada que regressavam ao posto central.

O grupo de adeptos acabou por ser barrado logo na entrada da garagem e alguns minutos depois voltou ao exterior, de forma ordeira, pelo que não foi feita qualquer detenção nesse momento.
Nuno Travassos