Declarações de Sérgio Vieira, treinador do Farense, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após a derrota (1-0) frente ao Sp. Braga:

«Mais uma vez queria deixar uma palavra de gratidão ao mister Vítor Oliveira, e aos seus familiares, pelo legado que nos deixou. A melhor forma de valorizar o que nos deixou é pôr as ideias em prática».

«Foi um jogo difícil contra uma excelente equipa, um excelente treinador, uma excelente estrutura e um excelente projeto. Tínhamos a sensação que poderíamos vir aqui fazer um grande jogo, lutar pela vitória e levar pontos. Algumas circunstâncias não permitiram isso. A arbitragem teve um lance que podia ter mexido com o resultado de fuma forma direta, temos de ver se há evidência que é o Sequeira que corta ou o Bilel que faz o passe [golo anulado ao Farense], mas isso não tira mérito à vitória do Braga. Tentámos jogar, criar situações e estar organizados, mas o destino não quis, fruto destas circunstâncias todas. Fica a nossa atitude, o nosso compromisso, são coisas que ficam para o futuro para conquistar o nosso objetivo da época».

[Paragem negativa?] «Para nós não foi nada positiva a paragem, e há dados que provam isso. Vínhamos de uma vitória, com confiança, mas foram três semanas sem competir. Na região do país em que nos encontramos não temos adversários para competir, as equipas do CNS não testam Covid-19, o que é um risco muito grande, e a outra equipa da Liga por diversas circunstâncias não podemos jogar. Temos a noção que vamos realizar um campeonato bonito em que vamos acabar melhor do que começámos».

[Ryan Gauld] «É um jogador fantástico, com muita qualidade e muito potencial. Tem uma personalidade excecional, estatisticamente é dos jogadores que mais corre, que mais trabalha. Acredito que ainda pode ser feliz em equipas que lutam por títulos».

[Sofre sempre golos] «É uma questão de tempo, são circunstâncias, atem havido alguma instabilidade no setor defensivo. Acabamos por não ter aqui o Eduardo Mancha, infelizmente, por lesão. O César voltou agora, tivemos de encontrar soluções».

Bruno José Ferreira / Estádio Municipal de Braga