Manuel Machado, treiandor do Nacional, em declarações na conferência de imprensa, após a derrota em Alvalade com o Sporting.

«O jogo foi muito aquilo que se esperava. Um Sporting mais ofensivo, o Nacional mais a defender. Estivemos muito bem a defender, o Sporting enquadrou dois remates na primeira parte e foi tudo o que conseguiu. Nós também tivemos duas oportunidades, mas a primeira parte foi a normalidade que se esperava.

Estranho foram as vinte e quatro faltas, assinaladas na primeira parte, sendo que dessas, vinte foram assinaladas contra o Nacional, e quatro a favor. Parece que uma equipa andou com um pau na mão e outra a levar paulada, quando não foi isso que vi.

Vi duas equipas a lutarem e baterem-se para conseguirem os seus objetivos. Eu não sou de estar no banco a ter desrespeito pelo árbitro, mas não posso passar uma esponja perante uma arbitragem menos conseguida, de um árbitro que nos apitou na semana passada em Tondela, onde também tivemos uma expulsão e um penálti que até foi repetido.

A segunda parte manteve um pouco a mesma toada. Só na sequência da expulsão é que se avolumou a capacidade de a taque do Sporting. O segundo golo aparece quando nos expusemos, era previsível que pudesse acontecer uma bola em profundidade, que resultou num penálti.»

[sobre a situação da equipa, última classificada]

«Hoje aqui provámos que estamos bem vivos, bem organizados e prontos para conquistar os 12 pontos que faltam para conseguir o nosso objetivo. Sabemos que é difícil, mas estamos aqui.»

Adérito Esteves / Estádio de Alvalade, Lisboa