O presidente do Sporting, Frederico Varandas, justificou nesta segunda-feira a aposta em Marcel Keizer para novo treinador do Sporting, depois da saída de José Peseiro, a quem, de resto, deixou um agradecimento especial.

«Desde o dia 8 de setembro [data das eleições] que esta direção decide em função do que é o melhor para o Sporting. Não decide em função do que é popular ou do que possa dar algum conforto. A escolha deste treinador assenta nestes princípios, não escolhemos em função da nacionalidade ou de um nome», começou por dizer o líder leonino, durante a apresentação de Keizer.

«Para mim, de uma forma simplificada, um treinador deve ser avaliado por quatro parâmetros: competência técnica e tática, liderança, gestão do grupo e comunicação. E a nossa equipa entende que Marcel Keizer é o homem que tem o melhor perfil para este projeto», prosseguiu.

O presidente do Sporting reforçou depois os elogios ao novo timoneiro do clube de Alvalade, antes de falar da restante equipa técnica: «Keizer é um treinador jovem, ambicioso, apaixonado pelo que faz, sem medo de apostar nos jovens e que procura ter sempre um cunho muito próprio nas suas equipas: futebol atrativo e dominador.»

«Em relação à restante equipa técnica, tal como a escolha do treinador, também foi e está a ser pensada, estará fechada nos próximos dias. Estamos a arrumar a casa, já arrumámos muito, mas ainda falta muito para arrumar», acrescentando: «Em janeiro acreditamos que a casa estará toda arrumada.»

Para concluir, Frederico Varandas agradeceu aos dois treinadores que já orientaram a equipa principal nesta temporada: «Quero deixar aqui um agradecimento a todas as equipas técnicas que desde a pré-época serviram o Sporting, com especial agradecimento para José Peseiro e Tiago Fernandes, por tudo o que fizeram.»

Maria Gomes de Andrade / Estádio de Alvalade, Lisboa