A FIGURA: CHIQUINHO

Desperdiçou uma boa oportunidade para marcar nos minutos iniciais, mas não se deixou ir abaixo. Combinou bem com os colegas e revelou inteligência na ocupação dos espaços. Marcou aos 37 minutos contra a corrente do jogo, voltando aos golos cinco meses e meio depois. O segundo golo do Benfica passou também por ele, rodando bem antes de tocar para Rafa, que serviu para a entrada de Seferovic. Esteve no melhor que o Benfica produziu ofensivamente esta noite.

 

O MOMENTO: golo de Seferovic

Tal como no momento em que o Benfica chegou ao primeiro golo, o V. Guimarães estava novamente por cima do jogo e até já tinha visto um golo ser anulado por fora de jogo. Os fantasmas pairava sobre a Luz, mas Seferovic apareceu para os afastar.

 

OUTROS DESTAQUES

Vlachodimos: é sintomático do momento do Benfica quando o seu guarda-redes é um dos melhores da equipa num jogo em casa contra uma equipa teoricamente mais fraca. Antes do golo inaugural de Chiquinho, negou duas vezes o golo dos minhotos em remates na pequena área: primeiro a Bruno Duarte com uma fantástica defesa com a perna esquerda e depois a Mikel Agu.

Seferovic: cedeu a titularidade a Carlos Vinícius, mas em menos de meia hora fez mais do que o avançado brasileiro numa hora. Esteve perto de um golo de bandeira, numa tentativa de chapéu a Douglas, e «matou» o jogo com uma finalização à ponta de lança.

Rúben Dias: voltou a ser o jogador autoritário nos duelos e focado no jogo aéreo defensivo. Apagou fogos e, tal como Vlachodimos, também tem responsabilidade pelo facto de a equipa encarnada ter voltado a ter a baliza a zeros 40 dias depois.

Marcus Edwards: é indiscutivelmente um dos jogadores mais difíceis de travar. O inglês foi um pesadelo para Nuno Tavares. Foram incontáveis as vezes em que o superou no um para um. Ir à queima contra quem, como ele, joga com a bola colada ao pé, é meio caminho andado para o insucesso. Mas dar-lhe espaço é igualmente perigoso, como se viu aos 19 minutos quando rematou à trave. Como travar, então, um jogador destes?

David Marques / Estádio da Luz, Lisboa