O Vitória de Guimarães pagou ao Leixões mais 500 mil euros pela transferência de Edmond Tapsoba para o Bayer Leverkusen, sabe o Maisfutebol

O valor, pago na semana passada, corresponde apenas a uma parte da percentagem que o clube matosinhense detinha do central do Burkina Faso, que no último mercado de inverno foi vendido para o clube da Bundesliga por 18 milhões de euros.

Os dois emblemas mantêm uma divergência sobre a percentagem que lhes caberia, uma vez que existem interpretações divergentes sobre a data-limite para o V. Guimarães exercer a opção de compra de 20 por cento do passe do jogador.

O Leixões entende que tem direito a 25 por cento e não a apenas cinco por cento, tendo já recorrido para a FIFA e para o Tribubal Arbitral do Desporto.

Além desta percentagem em disputa, o Vitória detinha ainda 50 por cento do passe, enquanto 25 por cento caberiam à D20, do ex-jogador e agora empresário Deco.

De referir que a SAD dos matosinhenses, que atualmente ocupam o 9.º lugar da II Liga, entrou hoje com um pedido de lay-off dos jogadores do plantel, equipa técnica e restantes funcionários, seguindo o exemplo do Belenenses SAD (I Liga) e Desp. Chaves (II Liga) nas competições profissionais.

[Artigo atualizado]

  
Sérgio Pires