FIGURA: Diego Lopes
Um golo e uma assistência, o epicentro de dois minutos loucos do Rio Ave. Leu a jogada com precisão no lance do primeiro golo, acompanhando junto ao poste mais distante até aparecer no sítio certo para encostar. Volta a estar na área no segundo golo, dando o derradeiro toque para Matheus Reis finalizar. Jogo competente do médio brasileiro, que assinou o quinto golo da temporada e ainda fez uma assistência subtil.

MOMENTO: golo de Diego Lopes (38’)
Contra-ataque rápido do Rio Ave iniciado pelo guarda-redes Kieszek, a apanhar o Vitória completamente em contrapé. Nuno Santos evoluiu pelo lado direito com espaço, olhou para a área e cruzou com as medidas certas para o golo simples de Diego Lopes, que segui o lance e apareceu no sítio certo a encostar. Processos simples, jogada bem executada a adiantar o Rio Ave no marcador num momento conturbado do jogo.

OUTROS DESTAQUES

Nuno Santos
Esteve exímio na definição, estando nos dois golos da equipa orientada por Carlos Carvalhal. Serve Diego Lopes no lance do primeiro golo, lança a jogada do segundo. Esteve quase sempre bem nas tomadas de decisão, conseguindo fazer a diferença.

Pepê
Lúcido no meio campo do V. Guimarães, jogou simples e distribuiu o jogo com critério. Foi o batedor de bolas paradas da equipa montada por Ivo Vieira, ainda que não tenha resultado qualquer perigo desses lances.

Tarantini e Filipe Augusto
Experiência e competência no meio campo do Rio Ave. Complementaram-se numa dupla sólida quer a defender quer a ser opções úteis na construção de jogo da equipa de Vila do Conde.

Tapsoba
Ameaçou na primeira parte, foi travado em falta mas estava em posição irregular o central. Ajudou a reduzir a desvantagem na segunda metade quando estava já em terrenos adiantados a auxiliar no ataque. Um dos mais jovens, aparenta ser um dos mais experientes.