Júlio Velazquez, treinador que se estreou na Liga no comando do V. Setúbal, em declarações na conferência de imprensa após o empate com o V. Guimarães.

«Fico muito contente por este primeiro jogo no campeonato, com um adversário muito difícil, o V. Guimarães, que joga a Liga Europa. E acho que merecíamos a vitória. Na primeira parte fomos muito superiores, faltou sorte e decidir melhor em alguns lances. Mas fiquei muito contente com o que fizemos. Na segunda parte foi mais equilibrada, mas tivemos situações para ganhar o jogo.

Aproveito para dar parabéns aos jogadores. Queremos implementar uma nova ideia de jogo e a recetividade tem sido muito boa. E quero agradecer aos adeptos também. Hoje puderam ver que, como disse antes do jogo, podemos ganhar ou empatar, mas vamos jogar sempre para ganhar. É um bom ponto, mas merecíamos os três. E acredito que a cada semana vamos ficar melhor.»

[como se sentiu na estreia no Bonfim]

«Eu vim cá muitas vezes observar jogos e gostei sempre da atmosfera que há neste estádio e na ligação entre os adeptos e os jogadores. Esta é uma cidade com tradição no futebol No outro dia fui ao mercado e vi a bandeira do clube em todas as bancas e isso apaixona-me. Caminhas nas ruas de Setúbal e as pessoas sempre falam do vitória. Gosto de treinar equipas em que se viva o futebol com esta paixão, onde se vive o clube no dia a dia. E essa foi uma das razões que me levou a aceitar a proposta.»

[como tem sido mudar o chip dos jogadores para uma ideia de jogo diferente?]

«A primeira coisa que quero dizer é que tenho máximo respeito por todos os colegas. Cada pessoa tenta trabalhar da forma que pensa ser melhor. Por isso, tenho todo o respeito do mundo pelo o trabalho que foi feito antes de nós. É verdade que nós queremos trabalhar com um modelo de jogo diferente, mas isso fica muito fácil quando os jogadores têm a mente aberta, querem e acreditam na mensagem. E com estes jogadores pode trabalhar-se de forma muito confortável. Eles trabalham muito e querem fazer bem. Entenderam o que queremos fazer ao nível de jogo e também logístico. Mas ainda temos de melhorar a nível futebolístico, apesar de estarmos no caminho certo. Eu sou muito exigente comigo mesmo e com os jogadores. Mas a predisposição de todos tem sido muito boa, por isso fica muito fácil.»

Adérito Esteves / Estádio do Bonfim, Setúbal