A fragata sadina, outrora encalhada, está a caminho do porto seguro. Depois de quatro meses sem somar qualquer triunfo, o V. Setúbal alcançou neste domingo o segundo triunfo consecutivo e chegou aos 31 pontos no campeonato.

O triunfo por 1-0 sobre o Marítimo no Bonfim espelha uma exibição sólida do conjunto de Sandro, agora notoriamente mais confiante do que noutros capítulos deste thriller que tem sido a época 2018/19.

Num dia chuvoso em Setúbal, São Pedro deu tréguas à hora de um jogo no qual mediam forças duas equipas que vinham de triunfos na ronda anterior e procuravam dar um triplo salto rumo ao objetivo da permanência.

FILME E FICHA DE JOGO

A partida começou entretida e até foi o Marítimo a primeira equipa a ameaçar o golo numa molhada na zona da pequena área aos 5 minutos.

A partir daí, o ascendente pertenceu aos anfitriões. Construção criteriosa, jogadas rápidas de envolvimento e controlo absoluto do adversário. Tudo aquilo que faltara aos sadinos durante largos meses.

Cádiz falhou uma soberana ocasião ainda antes do quarto de hora, chegou atrasado a um cruzamento pouco depois, mas acabou por dar lógica ao placard ainda na primeira parte, num desvio à boca da baliza após centro de Éber Bessa da esquerda.

Amorfo no plano ofensivo, o Marítimo, que até se apresentou – tal como a equipa da casa – em 4x4x2, só assustou num lance em que Makaridze decidiu mal fora da zona de conforto e acabou por ver o amarelo.

Insatisfeito com a produção das tropas, Petit promoveu uma dupla alteração ao intervalo: Pelágio e Barrera foram sacrificados por Correa e Jean Cléber, mas o crescimento dos visitantes só se verificou nos derradeiros 20 minutos.

Aos 71 minutos, Joel ainda marcou a passe de Edgar Costa, mas o VAR descortinou um fora de jogo milimétrico tirado ao avançado camaronês.

Ainda que tivesse muito mais bola, o Marítimo não conseguiu apresentar a acutilância ofensiva necessária para desestabilizar a equipa da casa, sempre muito sólida nas ações defensivas.

Uma semana depois do regresso aos triunfos em Santa Maria da Feira com um golo de Cádiz, nova vitória à boleia do avançado venezuelano, autor dos seis golos apontados pelos sadinos nesta segunda volta do campeonato. A chegada a terra firme está próxima e o capitão está identificado. Não têm de quê!

David Marques / Estádio do Bonfim, Setúbal