Depois da brilhante vitória na visita ao Tottenham, o Wolverhampton sofreu a segunda derrota consecutiva em casa, desta feita diante do Crystal Palace (0-2).

Foi preciso esperar 83 minutos pelo primeiro golo, apontado por Jordan Ayew, em posição duvidosa.

Já em período de descontos a equipa visitante beneficiou de um penálti que Milivojevic não desperdiçou (90+5m).

Nuno Espírito Santo, treinador português do Wolverhampton, lançou de início os compatriotas Rui Patrício, João Moutinho, Ivan Cavaleiro (saiu ao minuto 84) e Hélder Costa (saiu ao minuto 64), tal como o mexicano Raúl Jiménez, cedido pelo Benfica. Rúben Neves entrou ao minuto 73, enquanto que Rúben Vinagre não saiu do banco.

Em Londres, na véspera do Man City-Liverpool, o Chelsea não foi além de um nulo caseiro diante do Southampton, que teve o português Cédric Soares a tempo inteiro.

O Manchester United somou a quarta vitória em igual número de jogos com Solskjaer no banco: nesta quarta-feira foi a Newcastle triunfar por dois a zero, com golos de Lukaku (64m) e Rashford (80m).