Muita emoção no concerto "One Love Manchester", uma semana depois do atentado que se seguiu ao espectáculo de Ariana Grande, que matou 22 pessoas, e precisamente um dia depois do atentado em Londres, que vitimou sete e deixou quase 50 feridas. O terror voltou ao Reino Unido, mas as pessoas estão decididas a passar e a sentir mensagens de amor e união.

Este concerto foi a prova disso. Para além do regresso de Ariana Grande, outros artistas como Robbie Williams, Katy Perry, Miley Cyrus, Justin Bieber ou os Cold Play marcaram presença e David Beckham enviou uma mensagem.

Ariana Grande chegou, inclusive, a mudar o alinhamento que tinha preparado para este tributo às vítimas do terrorismo, porque se inspirouna mãe de uma das vítimas adolescentes do ataque em Manchester. Uma mãe que lhe contou que a sua filha teria querido ouvir aqueles êxitos.

A jovem era Olivia Campbell-Hardy, de 15 anos, uma das vítimas da explosão que matou 22 pessoas no seu espetáculo, na semana passada.

Tive o prazer de conhecer a mãe de Olivia há alguns dias e comecei a chorar e dei-lhe um grande abraço. Ela pediu-me para parar de chorar, porque Olivia não queria que eu chorasse".

À multidão que marcou hoje presença no concerto, deixou um agradecimento: "Quero agradecer-vos muito por terem vindo esta noite e serem tão feliz, fortes e unidos. Amo-vos demais. Esta noite é o tipo de coisa que o mundo realmente precisa neste momento".

 Beckham enviou mensagem

"Como pai, o que aconteceu deixou-me realmente triste e é um dia que nunca esqueceremos. Estou orgulhoso de todos hoje, todos do público e todos os artistas ".

Ariana Grande juntou-se depois a um coro da escola secundária de Parrs Wood no palco, que cantou sua própria versão de sua música "My Everything". 

Depois, a cantora recebeu o seu namorado, Mac Miller: "Esta noite é tudo sobre amor, estou certo?". O casal dançou, por fim.

Quase 2 milhões de euros doados 

Organizadores do evento disseram, segundo o The Guardian, que foram gerados 2 milhões de dólares (quase 1,8 milhões de euros) em doações por escrito e através da internet, durante a transmissão do concerto, que durou três horas.

A Cruz Vermelha britânica disse que o Fundo de Emergêcia "We Love Manchester" já conta com mais de 10 milhões de libras.

Ariana Grande tweetou, no sábado, que está a relançar "One Last Time" e que as verbas arrecadadas serão doadas a uma instituição de caridade.