Os investidores da bolsa nacional continuam a aproveitar os ganhos da semana passada para retirar lucros. Assim, entre os títulos que mais contribuíram para a queda do principal índice nacional encontram-se o Banco Comercial Português (BCP), cujas acções desceram 1,5% para os 1,97 euros.

No vermelho fechou também outro peso pesado. A Portugal Telecom (PT) perdeu 0,11% para 9,05 euros, depois de uma sessão em terreno positivo. Já a Energias de Portugal (EDP) somou 0,44% para os 2,28 euros e trava, assim, uma maior queda do PSI20.

A Jerónimo Martins ganhou 1,9% para os 10,21 euros, impulsionada pelas vendas de retalho de 2004, que saíram em linha com as expectativas dos analistas.

De resto, a Corticeira Amorim continua a ser o destaque no principal índice nacional. Com perto de três milhões de títulos negociados, a empresa somou 3,45% para os 1,20 euros, depois de ter fixado novo máximo desde Setembro de 2004 nos 1,24 euros. A Corticeira Amorim reforça, assim, os ganhos da sessão de segunda-feira, quando valorizou perto de 9,5%.

As principais praças europeias terminaram em queda, pressionadas pelas fracas vendas no sector de retalho. Os resultados do último trimestre fiscal de gigantes tecnológicas norte-americanas vieram piorar o sentimento negativo.

O índice alemão DAX perdeu 1,15%, o índice francês CAC desceu 0,74%, o índice espanhol IBEX recuou 0,69% e o índice londrino FTSE desvalorizou 0,45%.

Nos Estados Unidos, o sentimento é igualmente negativo. O índice Dow Jones perde 0,59% e Nasdaq recua 0,79%.
Sandra Pedro