As cotações do petróleo estão nesta sessão de quarta-feira a valorizar nos mercados internacionais.

A impulsionar o preço da matéria-prima estão as expectativas de que a Organização dos países Exportadores de Petróleo (OPEP) anunciem um novo corte da produção, o quarto desde Setembro passado.

O cartel vai estar reunido na próxima segunda-feira, dia 15.

O ministro do petróleo do Qatar já defendeu que a organização não deve discutir novos cortes. Por outro lado, o ministro do petróleo iraquiano já admitiu que a organização pode voltar a reduzir a produção.

Jose Maria Botelho de Vasconcelos, o presidente da OPEP, disse que o mercado petrolífero continua «fraco» devido à actual conjuntura.

Simultaneamente, a OPEP mostra-se preocupada com as implicações da crise em novos investimentos.

Neste momento, em Londres, o Brent do Mar do Norte, que serve de referência ao mercado europeu está a avançar 87 cêntimos para 46,22 euros.

Em Nova Iorque, o crude está a somar 61 cêntimos para 47,68 dólares por cada barril.
Lara C. Fernandes