O Famalicão está a dificultar ao máximo a transferência de Manuel Ugarte para o Sporting. Apesar de já ter definido o preço fixo do negócio, cerca de seis milhões de euros por 50% do passe, os minhotos, sabe o Maisfutebol, insistem na inclusão de valores extras por objetivos atingidos, o que, esta altura, tem atrasado o acerto.

De olho no passado recente, os famalicenses não querem cometer o mesmo erro da negociação de Pedro Gonçalves, quando acertaram a venda de também 50 por cento do passe (por 6,5 milhões de euros), mas não adicionaram nenhum bónus. Ao término da época passada, ficaram «frustrados» ao verem que o médio foi campeão e goleador da Liga, além de ter participado no Euro2020.

Entre Sporting e Ugarte existe há dias um acerto verbal para um contrato válido por cinco temporadas. O próprio médio uruguaio, inclusive, já revelou publicamente que está «muito entusiasmado e com ambição» de assinar pelos leões, onde é um pedido de Ruben Amorim.

Enquanto espera um acordo definitivo, o Famalicão continua a contar com Ugarte, sobretudo numa estratégia de pressionar o emblema de Alvalade. Até por isso o jogador foi utilizado por Ivo Vieira na vitória por 1-0 frente ao Estoril, no último domingo, na Taça da Liga.

Bruno Andrade