De todas as carteiras que utilizam hedge funds para com vista a elevadas rentabilidades, apenas uma, de gestão de futuros, registou perdas no mês de Julho.

Os hedge funds, que seguem as tendências macroeconómicas, encontram-se entre os activos mais rentáveis, com uma rentabilidade média de 5,23%, na sequência da subida do preço do petróleo, activo objecto de investimento nas suas carteiras.

Apesar da alta rentabilidade que o sector acumula desde Janeiro, o mês de Julho (e talvez Agosto) revelou-se fraco. As perdas médias foram de 0,31% no mês passado face aos ganhos de 0,34% em Junho.

No entanto, alguns fundos surgiram como os que utilizam estratégias de venda a curto prazo. Estes ganharam 8,12%. Esta subida é explicada pela queda dos mercados de acções. O índice Dow Jones perdeu 2,69%.

Os fundos macro beneficiaram, em Julho, da escalada do preço do petróleo e registaram ganhos de 0,85%. Poucas carteiras registaram ganhos maiores, mas sofreram com os fundos de gestão de futuros (-1,95%) ou com os optam pela venda a curto ou longo prazo de acções (-1,42%). Uma queda que são, em todo o caso, inferiores às verificadas nos mercados bolsistas. O MSCI mundial cedeu 3,24% em Julho.
Sandra Pedro