O BCP atingiu o limite recomendado pelo Banco de Portugal (BdP) e terminou o primeiro semestre deste ano com um rácio de adequação de capitais (Tier I) de 8 por cento.

«O problema do capital está, na sua essência, resolvido», referiu o presidente do BCP, Carlos Santos Ferreira, durante a apresentação dos resultados do seu banco.

Para se chegar a esta percentagem, contribuíram as alterações nos pressupostos de actualização do fundo de pensões.

Note-se que o Banco de Portugal queria que todos os bancos chegassem ao rácio de capital de 8% até ao final do mês de Setembro.