O nadador húngaro Tamas Kenderesi, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, nos 200 metros mariposa, foi detido na última noite na Coreia do Sul. Em causa, estão suspeitas de um envolvimento num caso de assédio sexual.

Kenderesi, que participava nos Mundiais de natação em Gwangju, foi acusado por uma menina de 18 anos, na sequência de um alegado envolvimento numa discoteca da cidade sul-coreana.

O atleta de 22 anos já foi interrogado pelas autoridades e está proibido de sair da Coreia do Sul nos próximos dez dias, enquanto decorrem as investigações ao caso. De acordo com a agência de notícias Yonhap, Kenderesi negou as alegações.