César Peixoto, treinador do Moreirense, em declarações aos jornalistas após a derrota com o Sporting em Alvalade por 2-1:

Há duas semanas tivemos a equipa toda fechada devido à covid e os jogadores ainda estão a readquirir a condição física. Depois de chegar eu também fiquei fechado dez dias. Mas a estrutura foi fantástica e fomos conseguindo trabalhar através de videochamadas e tentando inovar e criar formas de chegar aos atletas, que também foram fantásticos e tentaram sempre cumprir o que lhes foi pedido. Mas não estar presente fisicamente, quando chegamos a um clube e queremos pôr uma ideia de jogo, torna tudo mais difícil. Mas a equipa deu uma boa resposta e esteve muito bem organizada.

«Não viemos cá para ficar só fechados e para tentar sair uma vez ou outra. Por vezes o Sporting empurrou-nos para trás, o que é natural. É uma equipa que está bem e confiante.

Fizemos um golo e o Sporting respondeu muito rápido. Se aguentássemos, podíamos ter criado um pouco mais de instabilidade. Mas foi um jogo disputado, no qual criámos muitas dificuldades ao Sporting. Fisicamente, a equipa caiu um pouco na segunda parte e sabíamos que isso iria acontecer. Faltou-nos alguma capacidade de ter bola.

Os jogadores estão de parabéns e tiveram carácter. Vamos fazer um campeonato tranquilo e de certeza que vamos jogar mais com bola.»

[Sobre o sistema de três centrais, com Fábio Pacheco junto de Steven Vitória e Rosic]

«O Fábio encaixava, mas com bola saltava. Encaixava para termos capacidade de pressão nas laterais.

O Sporting foi superior, é natural, mas faltou-nos aqui ou ali, no detalhe, ter mais capacidade para levar daqui um ponto. Mas parabéns ao Sporting pela vitória que lhes assenta bem.

O Sporting tem o seu mérito. É uma equipa com muita intensidade e agressiva na reação à perda da bola. É uma equipa muito bem organizada e o Ruben [Amorim] está de parabéns, porque tem feito um início de campeonato fantástico.»

[O que podemos esperar de si como treinador na Liga?]

«Estive em equipas da II Liga, mas quem conhece as minhas equipas sabe que são muito bem organizadas normalmente e que tentam jogar o jogo pelo jogo, valorizar o espectáculo e ter bola.

Jogamos sempre a tentar lutar pelos três pontos e com o propósito de vencer. Jogando bem estamos mais próximos de vencer. Há que criar dinâmicas e posicionamentos aos meus jogadores para que tenham conforto, tenham bola e se divirtam.»

David Marques / Estádio José Alvalade, Lisboa