Os corpos sem vida de 28 migrantes foram descobertos no sábado à noite na costa ocidental da Líbia, após o barco em que seguiam ter afundado, disseram este domingo fontes das forças de segurança.

"Equipas do Crescente Vermelho recuperaram 28 corpos de migrantes mortos e encontraram três sobreviventes em dois locais separados nas praias de Al-Allous", a 90 quilómetros da capital Tripoli, disse à AFP um responsável de segurança local.

O estado dos corpos, em "estado avançado de decomposição, indica que o naufrágio ocorreu há alguns dias", acrescentou a mesma fonte.

As imagens divulgadas pela imprensa local mostram os corpos alinhados na costa e depois colocados em sacos para cadáveres.

Este descoberta acontece dias depois da morte de 160 migrantes no naufrágio dos barcos em que seguiam, ao largo da costa ocidental da Líbia, elevando para 1.500 o número de mortos nesta rota desde o início do ano, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Mais de 30 mil migrantes foram resgatados ou interceptados ao largo da costa líbia desde o início deste ano, ainda de acordo com a OIM.

A Líbia é um importante ponto de passagem para dezenas de milhar de migrantes que todos os anos tentam chegar à Europa através da costa italiana, a cerca de 300 km de distância.

Mergulhada numa grande crise política após a queda do regime de Muammar Kadhafi em 2011, a Líbia tem enfrentado críticas nos últimos meses devido aos maus tratos infligidos aos migrantes.

/ AG