É simplesmente o motor “6 cilindros Diesel” de produção em série mais potente do mundo e passa a estar disponível na gama Série 5 da BMW. O M550d xDrive estará disponível para a berlina e carrinha.

Este “M5 a Diesel” utiliza o mesmo motor do 750s xDrive, ou seja, um 3.0 de seis cilindros com quatro turbos (em vez de três, como sucedia no anterior M550d), debitando algo como 400 cv (mais 19 cv que anteriormente) às 4400 rpm e 760 Nm (mais 20 Nm) às 1000 rpm.

Apelidado internamente de “V8 Fighter, este motor utiliza dois conjuntos de turbos, com dois de baixa pressão e dois de alta pressão, sendo que os dois de baixa pressão e um dos de alta pressão estão constantemente em funcionamento.

O derradeiro turbo – de alta pressão – apenas entra em ação quando requerido em acelerações bruscas ou arranque parado, em redor das 2500 rpm.

Surge associado ao sistema de tração integral xDrive e a uma caixa automática de oito velocidades de série, permitindo uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em escassos 4,4 segundos (4,6 segundos para a carrinha) e 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente.

A BMW adianta um consumo médio entre os 5,9 l/100 km e os 6,2 l/100 km para a carrinha.

O M550d xDrive conta, de série, com suspensões M (com rebaixamento de 10 mm), direção integral ativa M, um pacote aerodinâmico, um sistema de escape M e travagem M. As jantes são de 19 polegadas.

Tratando-se de uma versão M Performance (abaixo dos M Motorsport como o futuro M5), a BMW alterou as capas dos espelhos, a moldura da grelha, o para choques dianteiro e as saídas de ar laterais pintadas de cinzento.

Preços e caraterísticas para Portugal serão revelados mais próximo do lançamento, que deverá ocorrer na segunda metade do ano.