O exemplar número 500 do Ferrari LaFerrari foi vendido em leilão por 7 milhões de dólares (cerca de 6,6 milhões de euros), cinco vezes mais que o preço base do superdesportivo.

A produção inicial do LaFerrari estava limitada a 499 unidades, mas o patrão da Ferrari, Sergio Marchionne, anunciou a produção de um exemplar especial para ajudar as vítimas do sismo que afetou a região central de Itália a 24 de agosto e que provocou 293 mortes.

Em apenas 10 minutos, o superdesportivo italiano quebrou todas as expetativas e foi arrematado por 7 milhões de dólares, cerca de 6.600.000 euros, o que faz dele o LaFerrari mais caro alguma vez vendido em leilão e o carro produzido no século XXI mais caro de sempre.

Comparativamente aos restantes 499 LaFerrari, o #500 distingue-se pela bandeira tricolor italiana na dianteira e uma placa identificativa no interior, além dos contornos em branco ao longo da carroçaria.

“É uma honra para a RM Sotheby’s estar envolvida na venda de um carro tão importante e ajudar a angariar fundos significativos para esta causa. O terramoto que abalou a região central de Itália este ano devastou a vida de milhares de pessoas e o dinheiro angariado com a venda do 500º e último LaFerrari não podia ser melhor usado”, declarou o CEO da leiloeira responsável pela venda.

Autoportal