A soprano Montserrat Caballé morreu na madrugada deste sábado, aos 85 anos, no Hospital de Sant Pau de Barcelona. A informação foi divulgada por fontes hospitalares citadas pelas agências noticiosas Efe e AFP.

A soprano, cuja saúde estava fragilizada há vários anos, encontrava-se internada desde setembro num hospital em Barcelona, cidade onde nasceu e à qual dedicou um dos sucessos pelos quais é mais conhecida: a música "Barcelona", do álbum com o mesmo nome, cantada em dueto com Freddy Mercury.

Uma interpretação graças à qual Caballé viveu o momento mais mediático da carreira, em 1992, ao cantar na abertura dos jogos olímpicos de Barcelona num dueto virtual com o vocalista dos Queen, que tinha morrido no ano anterior. Um dueto virtual que repetiu em 1999, na final da Liga dos Campeões.

Os dois artistas gravaram ainda um álbum em conjunto, donde se destacam canções como "How Can I Go On".

Em 62 anos de carreira, Monserrat Caballé fez mais de quatro mil atuações partilhou os maiores palcos de ópera com Luciano Pavarotti, Plácido Domingo ou José Carreras. Apesar de ser considerada uma das grandes divas da ópera mundial não se considerava uma lenda.

O funeral da artista, uma figura internacional da ópera, realiza-se na segunda-feira, às 12h00, no cemitério de Barcelona.