Morreu o guitarrista Eddie Van Halen, da banda Van Halen. O músico, de 65 anos, perdeu a batalha contra o cancro na garganta.

A notícia foi confirmada pelo filho do guitarrista, o baixista Wolfgang Van Halen, no Instagram.

“Eu não posso acreditar que tenho que escrever isso, mas o meu pai, Edward Lodewijk Van Halen, perdeu a sua longa e árdua batalha contra o cancro esta manhã. Ele foi o melhor pai que eu poderia pedir. Todos os momentos que partilhei com ele, dentro e fora do palco, foram um presente. O meu coração está partido e acho que nunca irei recuperar dessa perda por completo”, afirmou.

Eddie Van Halen morreu num hospital da Califórnia acompanhado da esposa, Janie, do filho, Wolfgang, e do irmão e baterista da banda, Alex.

Em 1974, na Califórnia, Eddie Van Halen fundou com o irmão, Alex, o vocalista David Lee Roth e o baixista Mark Stone a banda Van Halen. Inicialmente pensaram batizar a banda como Mammouth, mas mudaram para Van Halen quando descobriram que já existia outra com o mesmo nome.

Van Halen está entre os 20 artistas que mais discos venderam e, em 2007, a banda foi incluída no ‘Rock and Roll Hall of Fame’.

A revista Rolling Stone colocou Eddie Van Halen, que nasceu em Amesterdão, na Holanda, e mudou-se ainda criança com a família para os Estados Unidos da América, em 8.º lugar na lista de 100 maiores guitarristas.

Eddie Van Halen era um autodidata que conseguia tocar quase todos os instrumentos, mas não sabia ler música.

Em 1978, a banda gravou o primeiro álbum “Van Halen'”, seguindo-se “Van Halen II'” (1979), "Women and Children First" (1980), "Fair Warning" (1981) e “Diver Down" (1982), entre muitos outros nos anos seguintes.

Com o álbum “1984”, a banda alcançou o número dois do ‘Billaboard 200’, apenas atrás de “Thriller”, de Michael Jackson.

A revista Rolling Stone colocou “1984”, que incluía a música “Jump”, na 81.ª posição na lista dos 100 melhores álbuns da década de 80.

Andreia Miranda / com Lusa