Os BET Awards foram criados em 2001 pela Black Entertainment Television (BET) para premiar artistas afro-americanos em diferentes categorias como música, cinema ou desporto. No entanto, existem outros prestigiados galardões como o Prémio Humanitário, que na cerimónia à distância deste ano, foi atribuído a Beyoncé.

Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos, gravou um vídeo de homenagem à artista, uma vez que não pode entregar o prémio em mãos. Palavras relativas À paixão, conquistas e ativismo da artista. 

À minha menina, eu só te quero dizer que me inspiras. A mim e a todos nós", disse a ex-primeira-dama dos Estados Unidos.  

"Temos de votar como se as nossas vidas dependessem disso"

No vídeo do discurso pré-gravado, Beyoncé dedicou o prémio a todos os que têm saído às ruas nas últimas semanas em prol da igualdade racial, deixando uma mensagem de encorajamento e apelando aos norte-americanos que votem nas presidenciais "como se a vida deles dependesse disso"

As vossas vozes estão a ser ouvidas e vocês estão a provar aos nossos antepassados que as lutas deles não foram em vão. Agora, temos mais uma coisa que precisamos de fazer para caminharmos no verdadeiro sentido do nosso poder e isso é votar. Eu incentivo-vos a continuarem a lutar. Continuem a mudar e a desmantelar o sistema racista e desigual".  

 

Nós temos de votar como se as nossas vidas dependessem disso. Porque dependem", acrescentou. 

A cantora e atriz está, e sempre esteve, envolvida em várias campanhas solidárias e chegou mesmo a criar a sua própria fundação - BeyGOOD. Mais recentemente, como resposta à pandemia da Covid-19, Beyoncé juntou-se à mãe, Tina Knowles Lawson, na #IDIDMYPART. Uma iniciativa de testes móveis que apoia "comunidades de cor" (termo original "communities of color") de Houston, cidade do estado do Texas, que têm sido particularmente afetadas com o surto e não têm tido os devidos apoios.

Para além disto, fez também uma doação para apoiar organizações locais, cujo objetivo é garantir os cuidados de saúde físicos e mentais das pessoas mais vulneráveis. 

A Black Entertainment Television celebra o seu 40.º aniversário este ano, enquanto a cerimónia de entrega de prémios, realizada no último domingo, comemorou 20 anos. 

"Black Is King", o novo álbum que promete "recordar a experiência negra no mundo"

Beyoncé anunciu no fim de semana que estava a trabalhar num novo álbum visual. "Black Is King" (Negro é Rei) foi o nome escolhido para o novo disco escrito, realizado e produzido pela artista.

Ilustra uma “recordação comemorativa da experiência negra no mundo", tendo como base as músicas do remake do "The Lion King: The Gift". 

O trailer, com pouco mais de um minuto, já se encontra disponível e a estreia está marcada para daqui a pouco mais de um mês, 31 de julho, no Disney+. 

Veja também:

No dia 20 de junho, a cantora afro-amerciana lançou o seu mais recente single - "Black Parade" - para celebrar o "Juneteenth", data que assinala a emancipação dos escravos nos Estados Unidos. 

Feliz fim de semana Juneteenth! Espero que continuemos a partilhar alegria e a celebrarmos juntos, mesmo no meio da luta. Por favor, continuem a recordar a nossa beleza, força e poder", escreveu na rede social Instagram. 

O novo disco conta com a colaboração de vários artistas como Jay-Z - o marido - a filha Blue Ivy Carter, Kendrick Lamar, Childish Gambino, Pharrell e muitos outros.

Cláudia Évora