A estrela pop chinesa Kris Wu foi detida na segunda-feira por suspeita de violação e de aliciar várias jovens a ter relações sexuais em troca de trabalhos.

O cantor de 30 anos ficou conhecido na banda coreana-chinesa EXO e, posteriormente, como cantor a solo, depois de deixar a banda, em 2014.

O caso começou a captar a atenção pública no final de julho, quando uma jovem de 17 anos se queixou de ter sido agredida sexualmente enquanto estava alcoolizada, numa festa em casa da estrela pop.

As alegações surgiram na plataforma Weibo, uma rede social chinesa, e, depois disso, mais casos vieram a público, inclusive de menores de idade.  

Segundo a CNN, a polícia fez um comunicado apenas com uma frase, em que comprova a detenção de Wu, não oferecendo mais detalhes sobre as acusações. 

Antes de ser detido, o cantor negou todas as acusações na sua conta pessoal do Weibo e acrescentou que medidas legais iriam ser tomadas contra a acusação.  

Kris Wu já participou em vários filmes e é modelo de marcas conhecidas internacionalmente, como a Burberry.

Muitas das marcas com que trabalhava começaram a distanciar-se quando surgiram os primeiros rumores, em julho. Entre elas a Louis Vuitton, Bulgari e a marca de cosméticos Kans.

A fama do cantor também tem vindo a cair depois da detenção. As contas nas redes sociais, incluindo o Weibo, com mais de 51 milhões de seguidores, foram abaixo do dia para a noite. As suas músicas foram também removidas das plataformas de streaming.

/ IM