Ariana Grande vai regressar a Manchester dois anos após o atentado que aconteceu no final de um concerto seu naquela cidade. A última vez que a cantora esteve em Manchester foi em junho de 2017 para o concerto solidário pelas vítimas do ataque.

Agora, a cantora vai apresentar-se no festival Manchester Pride Live, a 25 de agosto, para ajudar a arrecadar fundos para as causas LGBT da cidade de Manchester.

No Twitter, a cantora mostrou-se "feliz" por voltar à cidade e deixou escapar que está a trabalhar "em algo mais especial" para os fãs daquela cidade.

Em comunicado, o CEO do festival, Mark Fletcher disse que estão "verdadeiramente honrados por receber Ariana na cidade para ajudar a celebrar a vida LGBT+".

O ataque ocorreu no dia 22 de maio de 2017 no final de um concerto de Ariana Grande, na arena de Manchester, e provocou 22 mortos e 59 feridos.

O atentado foi realizado por um bombista suicida já depois de a cantora norte-americana ter terminado o espectáculo e abandonado o palco. Eram cerca de 22:30. O Estado Islâmico reivindicou o ataque.