É a mais importante cerimónia de entrega de prémios de música do mundo e estava agendada para o final deste mês de janeiro, no entanto, foi adiada devido à pandemia de covid-19.

A organização do evento confirma uma nova data, 14 de março, em comunicado enviado à imprensa.

A situação em Los Angeles, com os serviços de saúde em sobrecarga, as unidades de cuidados intensivos a atingirem a sua capacidade máxima, e as novas diretrizes dos governos locais e estaduais, levaram-nos a concluir que adiar o espetáculo seria a coisa certa", lê-se.

 

De qualquer forma, a edição deste ano não iria contar com a habitual presença de público, juntando na cerimónia apenas os apresentadores e intérpretes, com os nomeados a assistir de forma virtual. 

Nada é mais importante que a saúde e a segurança da comunidade musical, e das centenas de pessoas que trabalham na produção do espetáculo".

Esta edição, em que Beyoncé pode fazer história, decorrerá assim dois meses depois do previsto.

Beyoncé pode tornar-se na artista mais premiada da história dos Grammys

Considerada uma das maiores artistas de todos os tempos, Beyoncé é a líder das nomeações à edição de 2021 dos Grammys. São nove nomeações no total.

Até ao momento, a Queen B tem 24 prémios, sendo que o artista mais galardoado na história dos Grammys, o maestro Georg Solti tem 31. Se a autora de "Black is King" arrecadar sete grafonolas, assume o estatuto de música com mais Grammys de sempre. 

Mas, na família Carter, há mais um elemento que pode ficar gravado na história da cerimónia, e não é Jay-z. 

Blue Ivy, filha mais velha do casal Carter, está nomeada na categoria "Melhor Videoclipe" com a música 'Brown Skin Girl', em que canta com a mãe, sendo a mais jovem nomeada de sempre nesta premiação. Se ganhar, Blue Ivy, fica na história como a mais jovem vencedora de um Grammy.

A cantora de Houston tem competição de peso

Beyoncé pode fazer história, mas tem de enfrentar adversários de peso no caminho até às grafonolas. Dua Lipa, por exemplo, fez o pleno e está nomeada para os três principais prémios "Álbum do Ano", "Canção do Ano" e "Gravação do Ano", assim como em mais três categorias pop.

Taylor Swift e o rapper Roddy Ricch, também arrecadaram seis nomeações.

Harry Styles, um dos artistas que tem vindo a ganhar mais relevância no panorama musical internacional, estreia-se nos Grammys com três nomeações.

Conheça os nomeados nas principais categorias dos Grammys. 

Gravação do ano

‘Black Parade’ – Beyoncé
‘Colours’ – Black Puma
‘Rockstar’ – DaBaby feat. Roddy Ricch
‘Say So’ – Doja Cat
‘Everything I Wanted’ – Billie Eilish
‘Don’t Start now’ – Dua Lipa
‘Circles’ – Post Malone
‘Savage’ – Megan Thee Stallion feat. Beyoncé

Álbum do Ano
‘CHILOMBO’ – Jhené Aiko
‘Black Pumas’ (deluxe edition) – Black Pumas
‘Everyday Life’ – Coldplay
‘Djesse Vol.3’ – Jacob Collier
‘Women In Music Part III’ – Haim
‘Future Nostalgia’ – Dua Lipa
‘Hollywood’s Bleeding’ – Post Malone
‘Folklore’ – Taylor Swift

Artista Revelação

Ingrid Andress
Phoebe Bridgers
Chika
Noah Cyrus
D Smoke
Doja Cat
Kaytranada
Megan Thee Stallion

Melhor Vídeo

Beyoncé – 'Brown Skin Girl'
Future Featuring Drake – 'Life is Good'
Anderson .Paak – 'Lockdown'
Harry Styles – 'Adore You'
Woodkid – 'Goliath'

Canção do ano

‘Black Parade’ – Denisia Andrews, Beyoncé, Stephen Bray, Shawn Carter, Brittany Coney, Derek James Dixie, Akil King, Kim “Kaydence” Krysiuk & Rickie “Caso” Tice, songwriters (Beyoncé)
‘The Box’ – Samuel Gloade & Rodrick Moore, songwriters (Roddy Ricch)
‘Cardigan’ – Aaron Dessner & Taylor Swift, songwriters (Taylor Swift)
‘Circles’ – Louis Bell, Adam Feeney, Kaan Gunesberk, Austin Post & Billy Walsh, songwriters (Post Malone)
‘Dont Start Now’ – Caroline Ailin, Ian Kirkpatrick, Dua Lipa & Emily Warren, songwriters (Dua Lipa)
‘Everything I Wanted’ – Billie Eilish O’Connell & Finneas O’Connell, songwriters (Billie Eilish)
‘I Can’t Breathe’ – Dernst Emile II, H.E.R. & Tiara Thomas, songwriters (H.E.R.)
‘If The World Was Ending’ – Julia Michaels & JP Saxe, songwriters (JP Saxe Featuring Julia Michaels)

Melhor Álbum de Música Alternativa

Fiona Apple – Fetch the Bolt Cutters
Beck – Hyperspace
Phoebe Bridgers – Punisher
Brittany Howard – Jaime
Tame Impala – The Slow Rush

Melhor Performance Pop Solo

‘Yummy’ – Justin Bieber
‘Say So’ – Doja Cat
‘Everything I Wanted’ – Billie Eilish
‘Don’t Start Now’ – Dua Lipa
‘Watermelon Sugar’ – Harry Styles
‘Cardigan’ – Taylor Swift

Melhor Performance Dupla/Grupo Pop

J Balvin, Dua Lipa, Bad Bunny & Tainy - Un Dia (One Day)
Justin Bieber Featuring Quavo - Intentions
BTS - Dynamite
Lady Gaga com Ariana Grande - Rain On Me
Taylor Swift Featuring Bon Iver - Exile

Melhor Performance Rap

Big Sean Featuring Nipsey Hussle - Deep Reverence
DaBaby - Bop
Jack Harlow - What’s Poppin
Lil Baby - The Bigger Picture
Megan Thee Stallion Featuring Beyoncé - Savage
Pop Smoke - Dior

Melhor Álbum Vocal de Pop

‘Changes’ – Justin Bieber
‘Chromatica’ – Lady Gaga
‘Future Nostalgia’ – Dua Lipa
Fine Line’ – Harry Styles
‘Folklore’ – Taylor Swift

Melhor Música de Dança/Eletrónica

‘On My Mind’ – Diplo & SIDEPIECE
‘My High’ – Disclosure feat. Aminé, and Slowthai
‘The Difference’ – Flume feat. Toro y Moi
‘Both Of Us’ – Jayda G
‘10%’ – Kaytranada feat. Kali Uchis

Melhor Álbum de Dança/Eletrónica

Arca - Kick I
Baauer - Planet’s Mad
Disclosure - Energy
Kaytranada - Bubba
Madeon - Good Faith

Melhor Álbum de Rock

‘A Hero’s Death’ – Fontaines D.C.
‘KIWANUKA’ – Michael Kiwanuka
‘Daylight’ – Grace Potter
‘Sound & Fury’ – Sturgill Simpson
‘The New Abnormal’ – The Strokes

Melhor Performance Rock

‘Shameika’ – Fiona Apple
‘Not’ – Big Thief
‘Kyoto’ – Phoebe Bridgers
‘The Steps’ – HAIM
‘Stay High’ – Brittany Howard
‘Daylight’ – Grace Potter

Melhor Canção Rock

Phoebe Bridgers - 'Kyoto'
Tame Impala - 'Lost in Yesterday'
Big Thief - 'Not'
Fiona Apple - 'Shameika'
Brittany Howard - 'Stay High'

Melhor Performance R&B

‘Lightning & Thunder’ – Jhené Aiko feat. John Legend
‘Black Parade’ – Beyoncé
‘All I Need’ – Jacob Collier Featuring Mahalia & Ty Dolla $ign
‘Goat Head’ – Brittany Howard
‘See Me’ – Emily King

Melhor Álbum R&B

‘Happy 2 Be Here’ – Ant Clemons
‘Take Time’ – Giveon
‘To Feel Love/D’ – Luke James
‘Bigger Love’ – John Legend
‘All Rise’ – Gregory Porter

Melhor Álbum Pop

Justin Bieber - 'Changes'
Lady Gaga - 'Chromatica'
Dua Lipa - 'Future Nostalgia'
Harry Styles - 'Fine Line'
Taylor Swift - 'Folklore'

Melhor Álbum RAP

‘Black Habits’ – D Smoke
‘Alfredo’ – Freddie Gibbs & The Alchemist
‘A Written Testimony’ – Jay Electronica
‘King’s Disease’ – Nas
‘The Allegory Royce’ — Da 5’9″

Melhor Canção Rap

Lil Baby – 'The Bigger Picture'
Roddy Ricch – 'The Box'
Drake – 'Laugh Now, Cry Later' (feat. Lil Durk)
DaBaby – 'Rockstar' (feat. Roddy Ricch)
Megan Thee Stallion – 'Savage' (feat. Beyoncé)

Melhor Álbum Country

‘Lady Like’ – Ingrid Andress
‘Your Life Is a Record’ – Brandy Clark
‘Wildcard’ – Miranda Lambert
‘Nightfall’ – Little Big Town
‘Never Will’ – Ashley McBryde

Melhor Álbum Vocal de Jazz

‘Ona’ – Thana Alexa
‘Secrets Are the Best Stories’ – Kurt Elling Featuring Danilo Pérez
‘Modern Ancestors’ – Carmen Lundy
‘Holy Room: Live at Alte Oper – Somi With Frankfurt Radio Big Band
‘What’s the Hurry’ – Kenny Washington

Melhor Álbum Folk

‘Bonny Light Horseman’ – Bonny Light Horseman
Thanks for the Dance’ – Leonard Cohen
‘Song for Our Daughter’ – Laura Marling
‘Saturn Return’ – The Secret Sisters
‘All the Good Times’ – Gillian Welch & David Rawlings

Melhor Álbum de Rock Latino, Urbano ou Alternativo

‘YHLQMDLG’ – Bad Bunny
‘Por Primera Vez’ – Camilo
‘Mesa Para Dos’ – Kany García
‘Pausa’ – Ricky Martin
‘3:33’ – Debi Nova

Melhor Performance Metal

‘Bum-Rush’ – Body Count
‘Underneath’ – Code Orange
‘The In-Between’ – In This Moment
‘Bloodmoney’ – Poppy
‘Executioner’s Tax (Swing Of The Axe) – Live’ – Power Trip

Melhor Música de Documentário

Beastie Boys Story – Beastie Boys — Spike Jonze, video director; Amanda Adelson, Jason Baum & Spike Jonze, video producers
Black Is King — Beyoncé
We Are Freestyle Love Supreme — Freestyle Love Supreme — Andrew Fried, Video Director; Andrew Fried, Jill Furman, Thomas Kail, Lin-Manuel Miranda, Sarina Roma, Jenny Steingart & Jon Steingart, video producers
Linda Ronstadt: The Sound Of My Voice — Linda Ronstadt — Rob Epstein & Jeffrey Friedman, video directors; Michele Farinola & James Keach, video producers
That Little Ol’ Band From Texas — ZZ Top — Sam Dunn, video director; Scot McFadyen, video producer

Melhor Álbum de Música Global (ex-world music)

Antibalas - 'FU Chronicles'
Burna Boy - 'Twice As Tall'
Bebel Gilberto - 'Agora'
Anoushka Shankar - 'Love Letters'
Tinariwen - 'Amadjar'

Os vencedores dos Grammys serão conhecidos a 14 de março, na cerimónia de entrega das grafonolas, em Los Angeles.

Diogo Assunção