A cantora colombiana Shakira vai ter de responder perante a justiça espanhola por uma alegada fraude fiscal. O montante envolvido não é coisa pouca: 14,5 milhões de euros.

A artista foi alvo de um processo em dezembro do ano passado. Foram-lhe imputados seis delitos contra o fisco espanhol, praticados alegadamente durante três anos, segundo o auto do tribunal de Esplugues de Llobregat, em Barcelona, aqui citado pela France Press.

O Ministério Público do país acusa a cantora de não apresentar a declaração de rendimentos dos anos 2012, 2013 e 2014, tendo por essa via deixado de pagar os tais 14,5 milhões de euros. Para além disso, não terá liquidados os impostos devidos em 2011. Porém, quanto a esta última questão, a confirmar-se o crime já prescreveu.

A defesa de Shakira alega que a maior parte dos rendimentos que a cantora obteve até 2014 decorreu de tournés internacionais. Argumentam ainda que como não viveu, durante esse período, mais de seis meses por ano em Espanha, não deverá ser considerada residente fiscal no país.

Só em junho, no dia 12, é que Shakira será interrogada pelo juiz, em Barcelona.