Depois de ser cancelado em 2020, por causa da pandemia de covid-19, o festival Lollapalooza, nos Estados Unidos, voltou a realizar-se e juntou mais de 380 mil participantes sem máscaras ou distanciamento.

Para entrar no recinto, era necessário apresentar um teste negativo à covid-19, ou o certificado digital de vacinação.

Duas semanas depois do festival se ter realizado, as autoridades de saúde de Chicago afirmam que o evento foi um sucesso. No total, foram registados 203 casos positivos de covid-19, sem que tenham sido registadas quaisquer hospitalizações ou mortes.

Já passaram 14 dias do primeiro dia do festival. Não há nenhuma evidência de que este evento foi um foco de contágio, ou que tenha tido um impacto substancial nos números de casos de coronavírus em Chicago", afirmou a Dra. Allison Arwady, comissária do Departamento de Saúde Pública de Chicago, na rede social Twitter.

Segundo as redes sociais do festival, mais de 90% dos participantes apresentaram comprovativo de vacinação e 8% apresentaram teste negativo à covid-19.

Dos casos positivos registados no evento, 0,04% (4 em 10.000) estavam vacinados.

Resumindo e concluindo, a mensagem não muda. A vacinação está a funcionar", escreveu a Dra. Allison Arwady, no Twitter.

As imagens do festival mostram aquele que foi o maior ajuntamento de pessoas, na cidade de Chicago, desde o início da pandemia.

Redação / IC