O britânico Sting é a primeira confirmação do Festival Marés Vivas em Vila Nova de Gaia, que decorre de 19 a 21 de julho, depois de ter passado pelo evento em 2017, adiantou hoje à Lusa a PEV Entertainment.

A presença de Sting no festival, agendada para 21 de julho, insere-se numa digressão que o artista irá fazer pela Europa no verão de 2019, intitulada “Sting: My Songs”, referiu.

O inglês de 67 anos já editou mais de dez discos de originais na sua carreira a solo e, entre os temas mais conhecidos, estão “Englishman in New York” e “If I Ever Lose My Faith In You”.

Antes de atuar a solo foi o principal compositor, cantor e baixista da banda The Police, que formou com Setwart Copeland e Andy Summers, em 1977.

Após o seu aclamado álbum “57th & 9th”, editado em novembro de 2016 e o primeiro disco ‘rock’ em 13 anos do músico, Sting e o artista de música reggae Shaggy lançaram, em colaboração, o álbum “44/876”.

No verão de 2018, Sting e Shaggy realizaram numa digressão por vários locais históricos.

Na semana passada, a organização do Festival Marés Vivas anunciou a diminuição do preço dos bilhetes em 2019, depois de o Orçamento do Estado (OE) aprovado ter reposto o IVA dos espetáculos na taxa de 6%.

Desta forma, o passe para os três dias passa para os 61 euros, menos quatro euros, enquanto o bilhete diário baixa dos 35 para os 33 euros, e estarão à venda a partir de hoje, adiantou.

“Estamos, assim, a dar desde já o nosso contributo para a construção de uma política cultural consistente e de igualdade para todos”, disse a organização.

A 13.ª edição do Marés Vivas acontece de 19 a 21 de julho, depois de, em 2018, ter estreado a nova localização junto à Antiga Seca do Bacalhau, em Gaia, distrito do Porto.

Este ano, o festival, que teve em cartaz nomes como Richie Campbell, Jamiroquai, Goo Goo Dolls, David Guetta Kodaline, Carolina Deslandes e Joss Stone, esntre outros músicos, contou com 110 mil pessoas.