Depois da estreia do espectáculo musical, os Homens da Luta preparam uma nova revolução no mundo da música. No dia 1 de Maio, o grupo lança o LPod.

«Os Homens da Luta estiveram a fazer um grande brain storming revolucionário com o nosso Comité Central e decidimos declarar que o disco está morto», afirmou Neto ao IOL Música.

O LPod, um leitor de MP3 com a forma do logótipo da banda, incluirá as 14 canções dos Homens da Luta e terá ainda mais 2 gigabytes de espaço livre.

«A Cantiga é uma Arma» é o nome do álbum de estreia dos Homens da Luta e conta com a participação especial de Rui Veloso, baptizado de Camarada Gaudêncio, no tema «Tarrafal».

Com o lançamento do LPod, Neto e Falâncio prometem um verdadeiro negócio da China e deixam um desafio próprio de qualquer bom vendedor: «Quem encontrar no nosso país um leitor de MP3 de 2GB mais barato do que este, os Homens da Luta dão a diferença», declarou Neto.

O LPod com as 14 canções de intervenção dos Homens da Luta vai estar à venda exclusivamente nas lojas Fnac. Afinal, nos dias de hoje, a revolução também pode ser um negócio.

«[O LPod] não é para um Steve Jobs qualquer ganhar dinheiro. Isto é para eu e o Falâncio andarmos a fazer mariscadas na Trindade, pá», atirou a personagem criada pelo comediante Jel.

Os Homens da Luta vão estar presentes nas principais festas académicas do país e prometem voltar a invadir o festival Optimus Alive, em Julho.

Vê aqui o vídeo da entrevista aos Homens da Luta: