A rapper norte-americana Magnolia Shorty, de 28 anos, foi morta no seu bairro dentro de uma viatura, em Nova Orleães, com pelo menos 26 disparos, segundo avança o site «AllHipHop».

Não são ainda conhecidos muitos contornos desta morte violenta, que ocorreu na passada segunda-feira, às 12h30, hora local. Junto ao corpo, encontrava-se também um homem baleado mortalmente, que a polícia confirmou tratar-se de Jerome Hampton, de 25 anos.

A polícia adiantou à imprensa local que as vítimas foram declaradas mortas no local do crime e que este terá sido perpetrado por várias pessoas que conduziam um «carro branco de vidros fumados», segundo refere o site de notícias «Nola.com».

Os fãs da rapper juntaram-se no local em sua homenagem, chocados com o crime. Também foi criada uma página no Facebook para a homenagear e que conta a esta hora com cerca de 20 mil seguidores.

Magnolia Shorty - cujo verdadeiro nome era Renetta Lowe - tinha 28 anos e preparava-se para editar o seu segundo álbum de originais.

A artista fora descoberta pelo rapper Bryan `Birdman` Willis, co-fundador da Cash Money Records, que lhe concedeu a honra de ser a segunda mulher a assinar pela editora.