Há três anos, a notícia da morte de David Bowie chocava os fãs e o mundo. Só os familiares e amigos mais próximos sabiam que o artista “camaleão” e um dos maiores ícones da cultura popular lutava há 18 meses contra o cancro. No dia em que se assinalam três anos desde a sua morte, recordamos o músico e falamos sobre as iniciativas que procuram celebrar a sua obra. 

Foi a um domingo, rodeado da família. Bowie morreu apenas dois dias depois de ter completado 69 anos. No dia do aniversário, tinha presenteado os fãs com um novo disco, o 25.º e derradeiro álbum, Black Star”.

Provocador, inovador, enigmático, multifacetado, o artista britânico construiu uma carreira aclamada pela crítica e pelo público. Foi cantor, compositor, ator, produtor discográfico, ícone da moda. Nunca deixou de se reinventar e tornou-se num dos músicos mais influentes da indústria, com estatuto de lenda.

Daí que a sua morte tenha sido notícia em todo o mundo e, desde então, a sua memória seja celebrada com diferentes iniciativas e homenagens.

Ainda esta terça-feira, 8 de janeiro, dia de aniversário do cantor, foi lançada uma aplicação para o telemóvel ou tablet que reúne toda a obra do artista. Chama-se "David Bowie is" e recorre à tecnologia de realidade aumentada para proporcionar uma experiência imersiva e única.

Através desta aplicação, que está disponível tanto para Android como para iOS, é possível, por exemplo, ver parte da exposição dedicada ao artista que passou pelo museu Victoria & Albert, em Londres.

A narração está a cargo do ator britânico Gary Oldman, que ganhou o Óscar no ano passado pela sua interpretação como Winston Churchill em "A Hora Mais Negra". Oldman chegou a contracenar com Bowie no filme "Basquiat" (1996), de Julian Schnabel, e, em 2013, no videoclipe da canção “The Next Day”.

Há ainda outra novidade para os fãs: será lançada, este ano, uma caixa de discos de vinil com nove demos e canções inéditas.

Sabe-se que esta edição especial, chamada Spying Through A Keyhole, inclui demos da emblemática “Space Oddity”. O que ainda não é conhecido é a data do seu lançamento.

Esta semana, os concertos tributo multiplicam-se por várias cidades em todo o mundo e Lisboa não é exceção. Um concerto de homenagem ao músico está agendado para sábado, pelas 23:30, no Roterdão Club, no Cais do Sodré.