O cofundador e guitarrista da banda francesa “Nouvelle Vague”, Olivier Libaux, morreu hoje aos 57 anos, anunciou o conjunto musical no seu ‘site’ oficial na Internet, sem avançar com as causas do óbito.

“A família dos ‘Nouvelle Vague’ está devastada por anunciar a morte de Olivier Libaux”, lê-se numa pequena nota.

De acordo com o grupo, que se inspirava no movimento artístico do cinema francês “Nouvelle Vague”, nos anos de 1960, Olivier Libaux foi “a alma, o pilar e o som da banda”.

 

 

“Era um guitarrista brilhante e animado, sempre desejoso de iluminar o palco com a sua alegria e o seu sorriso de criança, estivesse em Saint-Malo ou em São Francisco. A sua paixão pela música inspirou-nos e guiou-nos durante estes anos”, refere a banda.

Fundados por Marc Collin e Olivier Libaux, os “Nouvelle Vague” editaram o seu álbum de estreia, um homónimo, em 2004. No total, o grupo francês editou sete discos.

Em 17 anos, a reputada banda ofereceu versões de músicas, na sua maioria, do movimento anglo-saxónico New Wave, passando pelo Folk e pela Bossa-Nova, explorando também o Pós-Punk e o Gótico, como o Synth-Pop.

A última vez que os “Nouvelle Vague” atuaram em Portugal foi em dezembro de 2019, numa digressão para comemorar os 15 anos da formação.

Na ocasião, o grupo francês deu concertos em Lisboa, Porto, Faro, Coimbra, Leiria e Guimarães.

Agência Lusa / HCL